Marido de mulher que caiu do 3º andar é autuado por homicídio qualificado

Fonte: Correio Braziliense

Terça-Feira, 07 de Agosto de 2018 às 14:17

Compartilhar matéria:

Suspeito de matar a esposa na noite de segunda-feira (6/8), Jonas Zandoná foi autuado por homicídio triplamente qualificado — motivo torpe, não apresentar possibilidade de defesa e feminicídio. Ele continua preso em flagrante na 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul).

Carla Graziele Rodrigues Zandoná caiu da janela do apartamento onde morava, no 3º andar de um dos prédios da SQS 415, na Asa Sul. Após ser socorrida, não resistiu e morreu no hospital. Se condenado, o acusado pode pegar até 30 anos em regime fechado. 

De acordo com a investigação, o casal tem histórico de violência doméstica, e Graziele havia denunciado Jonas duas vezes à polícia. Vizinhos ouvidos pela Polícia Civil informaram que as brigas entre eles eram frequentes e contavam com agressões, injúrias e ameaças recíprocas.

Uma testemunha, que passava pelo local, viu a queda de Graziele e interfonou no apartamento, perguntando se a mulher havia caído, mas Jonas desligou e se trancou no imóvel. A Polícia Militar foi acionada e teve que arrombar a porta do apartamento, já que Jonas não a abria. Ele alegou que estava bêbado e não se lembrava do que tinha acontecido, e acabou conduzido à delegacia.

A vítima não apresentava sinais de agressões, mas ainda passará por exame necroscópico para confirmar ou descartar a hipótese de agressão antes da queda. Os policiais constataram que Jonas estava com escoriações no braço direito. Se confirmado, este será o 18º caso de feminicídio no DF apenas em 2018. 

Direção Geral: Vinicius Queiroz
Rua Reverendo Elias Fontes - N°1914, Agenor de Carvalho
Porto Velho/RO. 76820-294
Fone: 69-99993-4921