Homem é preso por manter esposa e filha de 7 anos em cárcere

Fonte: Rondoniagora

Segunda-Feira, 09 de Abril de 2018 às 10:10

Compartilhar matéria:

Um homem de 31 anos foi preso por manter em cárcere privado a esposa e a filha, de apenas 7 anos. Sob espancamentos e ameaças de morte, as vítimas eram obrigadas a permanecer o tempo todo em um quarto, e não podiam sair nem para fazer as necessidades fisiológicas. O caso aconteceu em Ji-Paraná. 

Segundo o cabo Fred Rudiguello, comandante da guarnição de rádio patrulha que atendeu a ocorrência, a Central de Operações da PM (190), recebeu uma ligação de uma solicitante informando que uma mulher e uma criança estavam sendo mantidas reféns, trancadas dentro da própria casa pelo marido e que todas tentativas de contato com as vítimas eram impedidas pelo homem. 

A guarnição seguiu ao local, e após alguns minutos chamando o suspeito, que estava com a casa trancada, conseguiu o contato. Ao ver os policiais, Romildo dos Santos Damasceno, começou a ficar nervoso e durante uma entrevista acabou admitindo que sua esposa e filha estavam trancadas dentro de um quarto.

Os policiais seguiram até o quarto e ao abrirem a porta, se depararam com a criança enrolada em um cobertor, suando bastante e com aparência de medo. “Quando entramos no quarto, sentimos um odor muito forte e logo observamos que havia um pote no chão com urina. Com muito medo, a criança confessou que era proibida de sair do quarto até mesmo para fazer suas necessidades fisiológicas”, contou o Cabo Rudiguello.

Continuando com as buscas, os policiais acabaram encontrando a outra vítima, uma mulher de 29 anos. Ela também estava trancada no quarto e relatou os abusos que vinha sofrendo pelo marido.

Ela narrou que era agredida constantemente pelo homem por qualquer motivo. Recentemente havia levado uma surra por uma discordância de afazeres domésticos. A vítima também contou que a filha do casal também apanhava muito por qualquer coisa, ficando com marcas pelo corpo. “Ele me batia por qualquer coisa e me proibia de falar com qualquer pessoa. Ele sempre ameaça de matar a gente, caso eu falasse com alguém sobre o que estava acontecendo”, disse a mãe.

Romildo não quis falar com a imprensa e permaneceu em silêncio o tempo todo.

Diante da situação, Romildo dos Santos Damasceno, recebeu voz de prisão e foi conduzido para a UNISP. As vítimas foram liberadas do cárcere e conduzidas para o HM.

O delegado plantonista que recebeu a ocorrência, Rildo Maciel, ouviu todas as partes e lavrou o auto de prisão em flagrante por cárcere privado qualificado, pelo cárcere ter ultrapassado os 15 dias. Se condenado, a pena de reclusão é de 8 anos.

Deputado Jesuino Boabaid se indigna com veto do governo

Deputado Jesuino Boabaid se indigna com veto do governo

Sessão Solene homenageia servidores da SEJUS

Sessão Solene homenageia servidores da SEJUS

Direção Geral: Vinicius Queiroz
Rua Reverendo Elias Fontes - N°1914, Agenor de Carvalho
Porto Velho/RO. 76820-294
Fone: 69-99993-4921