McGregor paga fiança estipulada em US$ 50 mil e responderá em liberdade

Fonte: Globo.com

Sexta-Feira, 06 de Abril de 2018 às 16:46

Compartilhar matéria:

Conor McGregor foi levado para a Brooklyn Criminal Courthouse, nesta sexta-feira, para responder pelo crime de vandalismo (e três infrações de agressão) - que protagonizou, ao lado de cerca de dez amigos, na quinta-feira, quando quebrou o vidro do ônibus do UFC ao arremessar um carrinho de carga, ferindo os atletas Michael Chiesa e Ray Borg. A fiança do irlandês, estipulada em US$ 50 mil (cerca de R$ 168 mil), foi paga pelo treinador Dillon Dannis. "Notorious" não precisará entregar o passaporte e poderá retornar em liberdade ao seu país. Ele tem nova audiência marcada para o dia 14 de junho em Nova York.

Além disso, a corte anunciou o pedido de ordens de proteção nos nomes de Chiesa, Borg, Ozzy Arias e Ricardo Chico, contra McGregor e Cian Cowley, comparsa do irlandês que também se entregou nesta sexta, de acordo com o site "MMA Fighting". Cowley também foi liberado sob pagamento de fiança no valor de US$ 25 mil (cerca de R$ 84 mil).

O Dia de Fúria de Conor McGregor

A semana de luta do UFC 223 transcorria normalmente, de acordo com a agenda divulgada previamente pela organização, até que Conor McGregor pousou em Nova York e, em um "dia de fúria", resolveu apimentar, em excesso, a rotina da companhia.

Na tarde de quinta-feira, o campeão linear do peso-leve apareceu no Barclays Center, no Brooklyn, onde minutos antes o Ultimate realizava o "Media Day" e a encarada entre Khabib Nurmagomedov e Max Holloway, então integrantes da luta principal deste sábado, no UFC 223. O irlandês, furioso, procurou o russo - até encontrar o ônibus que transportava os atletas. "Notorious", sem titubear, arremessou um carrinho de carga, quebrando a janela do veículo, e ferindo Michael Chiesa - que mais tarde seria retirado da luta contra Anthony Pettis devido ao ferimento provocado pelos estilhaços. O peso-mosca Ray Borg, com suspeita de fragmentos de vidros nos olhos, foi levado ao hospital e teve o duelo com Brandon Moreno cancelado. Vale ressaltar que Artem Lobov, adversário de Alex Caceres no evento, estava no grupo de ataque de McGregor, e foi removido do card, assim como seu combate.

Conor McGregor deixou o distrito policial algemado (Foto: Associated Press) Conor McGregor deixou o distrito policial algemado (Foto: Associated Press)

Conor McGregor deixou o distrito policial algemado (Foto: Associated Press)

- Foi a coisa mais nojenta que já aconteceu na história da companhia (...). Eles abriram a porta por uma entrada, invadiram o edifício, desceram até o estacionamento de cargas onde os lutadores estavam entrando nos ônibus, e começaram o ataque, jogando latas de lixo e coisas assim. Quebraram uma das janelas e cortaram o Michael Chiesa bem feio. Ele cortou a cabeça, cortou o rosto. Rose Namajunas quase foi atingida e está muito chateada agora - ela basicamente saiu e voltou a pé para o hotel. O ataque ainda quebrou uma das juntas dos dedos de um dos nossos funcionários, e obviamente todos fiaram abalados quando 30 bandidos... Esses caras estavam todos cortando peso e se preparando para uma luta - vociferou Dana White.

 

O vandalismo de Conor McGregor, no entanto, o forçou a passar um dia detido, no 78º Distrito Policial. Na noite de quinta, ele - cujo mandado de prisão havia sido expedido - se apresentou às autoridades e ficou sob custódia. Após passar a noite detido, "Notorious" deixou o local algemado rumo à Corte do Brooklyn, onde foi julgado pelo crime de vandalismo.

Deputado Jesuino Boabaid se indigna com veto do governo

Deputado Jesuino Boabaid se indigna com veto do governo

Sessão Solene homenageia servidores da SEJUS

Sessão Solene homenageia servidores da SEJUS

Direção Geral: Vinicius Queiroz
Rua Reverendo Elias Fontes - N°1914, Agenor de Carvalho
Porto Velho/RO. 76820-294
Fone: 69-99993-4921