Pilotos que caíram com avião em Mato Grosso passam por cirurgia

Fonte: Rondoniagora

Quarta-Feira, 05 de Dezembro de 2018 às 11:16

Compartilhar matéria:

 
Os pilotos Marcelo Balestrin e John Cleiton Venera, que foram resgatados pelas equipes de buscas da Força Aérea Brasileira, no início da noite de terça-feira, na Serra do Mangaval, em Cáceres (200 quilômetros de Cuiabá) e levados ao Pronto-Socorro de Várzea Grande, foram transferidos para uma unidade médica particular, em Cuiabá.
 
Encontrados com vida pilotos de avião que decolou em Rondônia e desapareceu no Mato Grosso
“Eles tiveram fraturas nas pernas, braços e precisaram passar por cirurgia. Estavam bastante debilitados, mas lúcidos. Foram transferidos devido as fraturas que tiveram com a queda do avião. Ainda não sabemos quando devem ter alta médica”, disse a cunhada de Balestrin, Vera Souza.
 
Marcelo e John Cleiton estavam no Cessna Aircraft prefixo PT-ICN, que decolou na última sexta-feira, de Pimenta Bueno (RO), com destino a Santo Antônio do Leverger e desapareceu. De acordo com a assessoria da FAB, os militares que estavam no helicóptero H-60 Black Hawk localizaram a aeronave e os dois no meio de uma mata fechada. O avião ficou parcialmente danificado.
 
A operação de busca e salvamento foi coordenada pelo Salvaero de Manaus, com 27 militares, e contou também com a participação da aeronave SC-105 Amazonas.
 
As buscas começaram no sábado, por equipes da FAB e do Ciopaer da Polícia Militar de Mato Grosso. O avião decolou de Pimenta Bueno (Rondônia), onde Marcelo e John residem, na sexta-feira, iria pousar em Cuiabá, mas perdeu contato.
 
As causas do acidente ainda são desconhecidas e serão investigadas pelo Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos. Consta no Registro Aeronáutico Brasileiro da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) que a aeronave está com as Inspeções Anuais de Manutenção (IAM) vencidas e Certificado de Aeronavegabilidade (CA) cancelado.
 
Mês passado, um avião agrícola caiu em uma floresta em Peixoto de Azevedo, no Nortão, e o piloto Maicon Esteves, 27 anos, conseguiu sair antes que a aeronave pegasse fogo. Ele teve queimaduras, ficou 3 dias na mata se alimentando só com bolacha e água, foi resgatado e continua internado em Sorriso, onde foi submetido a cirurgias. A previsão é que ele receba alta na próxima quarta-feira.

Direção Geral: Vinicius Queiroz
Rua Reverendo Elias Fontes - N°1914, Agenor de Carvalho
Porto Velho/RO. 76820-294
Fone: 69-99993-4921